Eixo

3.3) Formação e Informação

Retroceder Retroceder

Enquadramento Legal

 

Regulamento (CE) N.º 1698/2005:  Artigo 52º, alíneas c) e d); Artigo 58º; Artigo 59º; Artigo 63º, alínea c); Artigo 64º

Regulamento (CE) n.º1974/2006: Artigo 36º e Anexo II, ponto 5.3.3.3.

Código de medidas (CE):  331 - Formação e informação de agentes económicos que exerçam a sua actividade nos domínios abrangidos pelo Eixo 3

 

No quadro das intervenções a realizar por via da “Abordagem LEADER” a desencadear pelos GAL, e a bem da sua concretização efectiva com resultados positivos e perduráveis no tempo no que concerne aos objectivos e metas a alcançar, importa que os promotores dos investimentos sejam dotados de condições que lhes permitam o reforço da sua formação pessoal e profissional sobre as áreas-alvo de intervenção - de cariz económico e social -, através da aquisição local de novas competências e saberes operacionais, assim como um maior acesso a informação relevante e actualizada que lhes permita interpretar e actuar sobre a envolvente em que se inserem e sua própria realidade, incidindo este ponto, em particular, na dinamização da formação profissional no local de trabalho (por exemplo, através da realização de workshops ou de sessões formativas com especialistas reconhecidos por área de intervenção).

Esta medida aponta para a dinamização de actividades de formação e informação, nomeadamente nas seguintes áreas-chave, desde que em conformidade com a legislação em vigor:

- Formação e informação dos promotores dos investimentos, em particular no local de trabalho, em temáticas de gestão e operacionalização de iniciativas e projectos, como sejam: estratégia; recursos humanos; produção e logística associada; comercialização e marketing; e/ou contabilidade e controlling;

- Formação e informação dos promotores dos investimentos, em particular no local de trabalho, em áreas-chave de intervenção, como sejam: empreendedorismo e dinâmica empresarial; produção, transformação, comercialização e marketing agro-alimentar; turismo, visando por exemplo a hotelaria, a restauração e o ambiente; tecnologias e sistemas de informação; património rural; e/ou serviços sociais.

 

Objectivos

 

Esta medida tem como principal objectivo, dotar os promotores dos investimentos das medidas 3.1 e 3.2, de instrumentos e competências operacionais necessários à elaboração, execução e autoavaliação dos seus projectos.

Apresentação . Legislação . Eixos . Documentação . Informações e Eventos . Candidaturas . Contactos

® Copyright Via Oceânica 2008 , Todos os direitos reservados.